Taças: a escolha ideal para o seu evento

09 janeiro 2019     Bar

Para aqueles que fazem questão de receber amigos e familiares em casa para almoços e jantares inesquecíveis, a escolha ideal das taças que serão utilizadas dão um toque mais elegante a ocasião.

Há diferentes estilos de taças para cada momento.

É muito importante saber usá-las, junto, é claro com a definição das bebidas que irão harmonizar com os pratos.

Tem gente que afirma que ter diversos modelos de taças para cada tipo de bebida é bobagem, que é tudo igual.

Contudo, as peças são pensadas de forma inteligente e com características próprias para a degustação de cada bebida!

Conhecer essas diferenças é essencial ao montar uma elegante mesa para receber os seus convidados, afinal, você e eles merecem, não?

Embora as taças sejam somente um recipiente, cada modelo possui elementos característicos, que as tornam mais adequadas para este ou aquele tipo de bebida.

Sendo assim, conforme seu formato, as taças conservam a bebida gelada, ou favorecem a sua oxigenação, mantendo o seu sabor.

Primeiramente, para definir corretamente as taças a serem utilizadas, escolha as bebidas que serão oferecidas em seu encontro.

Você também pode selecionar a cartela de cores definidas para a decoração da mesa.

Taça para água

A função da taça para água é mantê-la gelada ou em temperatura ambiente, já que a água não sofre alteração de sabor com tempo.

A taça para água tem que ser de tamanho grande. Deste modo, oferece elegância ao seu degustador.

A regra de uso deste tipo de taça é simples: deve estar à esquerda do vinho, já que a sua função é justamente limpar o paladar.

Taças para o vinho tinto

A taça de vinho tinto possui o “corpo” largo, justamente para permitir que o líquido entre em contato com o oxigênio.

Para que este processo de oxigenação ocorra da forma mais adequada, apenas um terço da taça para o vinho Bordeaux.

Por isso também, ao iniciar a degustação, vemos os apreciadores girarem a taça para depois, então, sentirem os aromas.

A oxigenação é ativada e as partículas responsáveis pelos aromas se desprendam com maior facilidade, aumentando a intensidade olfativa.

A haste longa permite que você segure a taça, sem tocar no bojo, influenciando na temperatura do vinho e manchando com marcas de dedo a peça.

O apropriado formato da taça influencia todo o processo para que você não cometa erros  ao servir um bom vinho….

Taças para vinhos branco e rosé

O motivo pelo qual a taça para vinho branco é menor e mais curta é porque ele é sempre servido em temperaturas mais baixas.

Deste modo, há menos troca de calor entre o vinho e o ambiente, evitando, desta forma, que o líquido esquente.

A borda desta taça de vinho tem que ser estreita, de modo que a bebida chegue à língua com os pontos certos de acidez e doçura.

Vale lembrar: por causa das caraterísticas descritas, estas taças também podem ser usadas ao se degustar um vinho rosé.

Além desta taça, também há os modelos específicos para os vinhos Chardonnay e Riesling.

Por que elas são diferentes apesar de se tratar também de vinho branco?

A taça para vinho Chadornnay possui um bojo mais largo e maior abertura na borda, além de serem mais arredondadas.

Essas características servem para comportar pequenas porções da bebida e seu formato valoriza o aroma e a madurês do vinho.

Já as taças para vinho Riesling são mais alongadas e possuem um bojo curto e mais fechado.

Esse formato projeta a bebida para a parte final da língua, realçando os aromas e sabores especiais desse tipo de vinho.

Taças para espumante e champanhe

Longas e estreitas, as taças para champanhe servem para que se possa apreciar as bolhinhas além de fazê-las durar por mais tempo.

Seu formato faz com que a efervescência e os aromas sejam direcionadas para o nariz, enquanto controla o fluxo acima da língua.

Taças para Martini ou coquetel

Da mesma forma que a taça de champanhe, a taça de Martini também precisa ter haste longa.

A diferença é que o bojo é em formato em “Y” e corpo triangular (tendo a boca larga e o fundo estreito).

Estas taças evitam que a bebida esquente no contato com as mãos e deixa que ela seja degustada em pequenos goles.

Ah, claro! Não pode faltar neste drink aquele toque de sofisticação, com uma azeitona ou então uma cereja dentro da taça.

Taça Margarita

Utilizada para servir o coquetel feito com tequila, suco de limão e licor. Sua borda é decorada com sal.

Taça Martini

Esta é uma das mais icônicas e elegantes taças. Um bom Martini pode ser servido nesta taça curta em formato triangular.

Esse é formato para que o Martini possa ser servido gelado e seu formato aproxima a bebida das laterais da boca.

Taça Tulipa e Taça Degustação

Se os seus convidados gostam de uma boa cerveja, a taça Tulipa é a mais indicada.

Por causa do seu formato específico, o colarinho da bebida se forma com maior facilidade e o aroma é liberado.

Contudo, se o seu encontro for mais refinado, tendo pratos acompanhados de vinho, a taça degustação ISO é a mais recomendada.

Ela tem formato adequado para todos os tipos da bebida. Serve tanto para Merlot, quanto para o vinho seco.

O material das taças

A maioria das taças são feitas normalmente em vidro ou cristal.

A diferença está no peso delas e também no som do “tim tim”, ao brindar. O cristal é mais leve e bem mais sonoro, enquanto o vidro é um material resistente.

Opte por taças que tenham um toque diferente, como cores vivas. Há no mercado taças azuis, vermelhas, rosas, entre outras.

Dicas para a lavagem das taças

Na lavagem das taças  deve se ter alguns cuidados para evitar que os resíduos de detergente comprometam o sabor da bebida em futura utilização.

O certo seria somente lavá-los com água morna ou com o mínimo possível de detergente e, claro, enxaguando bem na sequência.

Caso não seja possível lavar as taças logo após o seu uso, o certo é colocar água para evitar que a bebida manche o fundo do recipiente.

Caso isso tenha ocorrido, coloque a taça de molho com água e bicarbonato de sódio durante a noite.

É possível secar as taças por fora, usando um pano que não solte fiapos.

Contudo, a parte interna da taça deve secar naturalmente, em suporte apropriado, e com a boca para baixo.

Se não tiver este suporte, pode deixar as taças secando sobre um pano de prato limpo.

Como devo segurar as taças de vinho?

Não é à toa que a maioria das taças de vinho têm haste.

A mesma existe para que você as segure de um jeito certo, e sem encher o bojo da taça com marcas de dedos, por exemplo.

Fora isso, também é praticamente eliminado o aquecimento do líquido que está dentro da taça ao entrar em contato com a mão.

Ou seja, ao tocar somente na haste, não interferimos diretamente na temperatura do vinho que está dentro das taças.



O que você achou deste post?

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 3,50 out of 5)







Comentários

Mais populares